21 set Cuidados nutricionais para evitar acnes

Dr. Maurício Abrão, ginecologista e obstetra, presidente da Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE).

Estudos do final do século XIX mostram que as “mulheres mães”, com idades entre 20 e 40 anos, trabalhavam no período gestacional ou de lactação como o homem, mas se alimentavam menos do que eles, de forma que foram constatadas avitaminoses em muitas mulheres desta época, em todas as camadas da sociedade. Um testemunho recolhido na Calábria, em 1880, mostra que uma mãe e seus dois filhos pequenos consumiam juntos o mesmo que o pai sozinho.

O maior problema não era só de ordem cultural ou antropológica, de forma que este modelo alimentar fundamentado na discriminação sexual afetava uma característica exclusivamente feminina: a reprodução. Mas a civilização progrediu e, nos dias de hoje, a mulher é vista com tamanha complexidade que as recomendações nutricionais são diferenciadas para cada fase de sua vida e tem relação direta com a saúde da pele.

As adolescentes, por exemplo, precisam de uma quantidade aumentada de nutrientes para manter o intenso ritmo de crescimento. Uma das muitas transformações decorrentes das alterações hormonais desse período de transição é acne.
A acne aparece em 85% dos jovens e acentua-se no período menstrual. Para amenizar acnes é necessário aumentar a ingestão de frutas e vegetais ricos em vitamina A e C, pois estes atuam na constituição de uma pele saudável. Elevar o consumo de água e diminuir o consumo de gorduras também é recomendável.

Aliás, estas são dicas úteis para ter a pele bonita e saudável em qualquer idade.

Dr. Maurício Abrão
CRM 52842